25/05/2016

Ital obtém melhor avaliação em auditoria e renova certificado de gestão de qualidade

Os serviços desenvolvidos nas áreas de  pesquisa, desenvolvimento, assistência tecnológica e difusão do conhecimento técnico-científico para o agronegócio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) foram aprovados durante auditoria realizada pela DQS Management Systems Solutions realizada entre os dias 18 e 20 de maio de 2016. 

Der acordo com o relatório, coordenado por Friedrich Reuss Ernani Aguiar Filho, os seis itens de informática, sistema operacional, melhoria em edificações e processos, sistema de gestão, compromisso das pessoas e Pós-graduação avaliados foram considerados como excedentes à norma internacional NBR ISO 9001:2008, que fornece requisitos para o Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) das organizações. O Ital 

A diretora substituta do Ital, Eloísa Corrêa Garcia, afirmou que o Instituto é certificado na NBR ISO 9001:2008, desde abril de 1998 e trabalha para atender aos requisitos que, “se bem implementados, dão mais confiança para desenvolver pesquisas que ajudarão a fornecer produtos e serviços que atendam às necessidades e as expectativas do consumidor”. 

De acordo com Friedrich Reuss, um aspecto que chamou atenção na auditoria é a dedicação ao Ital de seus funcionários. “Além disso, identificamos muitas melhorias nas unidades operacionais, como prédios novos e reformados, novas instalações de operação e de atendimento aos clientes”, destacou.

Outro aspecto importante identificado no relatório foi a completa padronização dos documentos nas unidades do Instituto bem como importância da criação de um currículo de Pós-graduação para a formação de novos cientistas, como explicou Reiss. 

O Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, destacou o reconhecimento dos serviços prestados pelo pelos Institutos de pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta) que trabalham para desenvolver técnicas e inovações para fomentar a produção, garantindo a saudabilidade dos alimentos que abastece a mesa do brasileiro. “Essas são as diretrizes estabelecidas pelo governador Geraldo Alckmin”, disse.