11/11/2014

Sorvete "soft" a base de isolado de protêico de tremoço é testado no ITAL

Técnicos e pesquisadores do Centro de Tecnologia de Laticínios (Tecnolat/ITAL), juntamente com pesquisadores do Fraunhofer Institute for Process Engineering and Packaging IVV da Alemanha realizaram os primeiros testes no Brasil com sorvete do tipo “Soft” a base de isolado protêico de tremoço (Lupinus angustifolius).

O produto, livre de lactose, tem como seu principal ingrediente o isolado protêico de tremoço fabricado na Alemanha pela empresa Pro Lupin, que utiliza a tecnologia desenvolvida pelos pesquisadores do Fraunhofer. O produto, fabricado na planta-piloto de sorvetes localizada no ITAL foi degustado por cerca de 15 pesquisadores e foi avaliado quanto sua textura, sabor e cremosidade. A textura e a cremosidade do produto estão diretamente ligadas à funcionalidade do isolado protêico, o qual é modificado durante o processo de extração. O fato de apresentar uma excelente produtividade e não ser geneticamente modificado, fez com que o tremoço (Lupinus angustifolius) obtivesse uma boa aceitação no mercado europeu.