03/11/2014

Centro de Projetos Fraunhofer

O Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) e o Instituto Fraunhofer para Engenharia de Processos e Embalagens (IVV) inauguraram o Centro de Projetos Fraunhofer para Inovação em Alimentos e Recursos Renováveis no ITAL no dia 5 de novembro.

O evento contou com a presença da ilustríssima  Secretária de Agricultura e  Abastecimento do Estado de São Paulo, Mônica Bergamaschi; do Cônsul Geral da Alemanha em São Paulo, Friedrich Däuble; do Diretor do Instituto Fraunhofer de Processos Industriais e Embalagens da Alemanha, Prof. Dr. Horst Christian Langowsk; do Coordenador da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), Orlando Melo de Castro; do Diretor do Instituto Fraunhofer – IVV, Peter Eisner; do Diretor Geral do ITAL, Luis Madi e do Sr. Márcio Weichert do Centro Alemão de Ciência e Inovação-São Paulo. Participaram também da solenidade membros do setor industrial e acadêmico, pesquisadores científicos e pesquisadores alemães do Instituto Fraunhofer entre outros convidados renomados.

Para estimular a transferência do conhecimento entre o Brasil e a Alemanha, o novo centro centralizará atividades de cooperação técnico-científica em uma área de 800 m², divididos em três salas para pesquisadores e estudantes de ambos os países, uma cozinha experimental, uma sala de reuniões e cinco laboratórios para pesquisa.

O principal foco do novo centro será reforçar a cultura de pesquisa e desenvolvimento orientada para a inovação, com o objetivo de aumentar o valor agregado de produtos ao longo de toda a cadeia, integrando produção de alimentos e bioenergia. Para alcançar tal objetivo, novas parcerias em redes precisam ser criadas e estabelecidas entre os institutos de pesquisa, as universidades e as empresas brasileiras e alemãs, sempre com o propósito de desenvolver projetos conjuntos de pesquisa e desenvolvimento, gerando patentes e concluindo seus resultados através da extensão dos trabalhos a empresas e promovendo também o empreendedorismo.

Como objetivo de suas atividades, considerando-se principalmente a competência oferecida pelas equipes de pesquisadores das instituições, o novo centro irá incentivar e promover a pesquisa e a inovação nas seguintes áreas:

•Energia e uso sustentável de recursos renováveis para aplicações técnicas;
•Inovações em sistemas de embalagens e filmes funcionais;
•Aproveitamento de resíduos agroindustriais;
•Aspectos funcionais de saúde e aspectos nutricionais dos alimentos;
•Desenvolvimento de ingredientes funcionais;
•Desenvolvimento de alimentos;
•Desenvolvimento de processos;
•Aspectos de funcionalidade, saúde e nutricionais dos alimentos;
•Qualidade, estrutura e aspectos sensoriais dos alimentos.