30/10/2012

ITAL oferece workshop sobre vegetais minimamente processados

Os vegetais minimamente processados têm tido crescente aceitação dos consumidores, por atenderem adequadamente aos requisitos contemporâneos de saudabilidade, praticidade e segurança. O setor de alimentos minimamente processados visa à redução do desperdício e de perdas observada na pós-colheita, permitindo a agregação de valor aos produtos agrícolas. Para isso o setor depende de inovação tecnológica e da adoção de sistemas de garantia de qualidade para a sustentabilidade do agronegócio.

Para auxiliar esse setor em crescimento, o Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL – Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo) convida a todos para o “Workshop: Vegetais Processados Minimamente”, que será realizado pelo Grupo de Engenharia e Pós Colheita do ITAL, nos dias 12 e 13 de novembro, em Campinas.

No curso, os participantes terão a oportunidade de conhecer as noções básicas, fundamentos e etapas operacionais do processamento mínimo de folhosas, palmitos, frutas, raízes e bulbos, além de outros vegetais. O curso também abordará temas como a qualidade da matéria-prima, tipos de embalagens, conservação, qualidade da água, aspectos microbiológicos, boas práticas de fabricação, equipamentos, além de cases de empresas do setor.

O workshop tem como público-alvo produtores rurais, associações e cooperativas agrícolas, sindicatos rurais, empresas de processamento mínimo de vegetais, profissionais de empresas de insumos e  de equipamentos para processamento de hortaliças, certificadoras, consultores, pesquisadores, docentes e estudantes.

Inscrições abertas até o 08 de novembro (desconto até o dia 31 de outubro) no seguinte link: http://www.ital.sp.gov.br/gepc/eventos/workshop_vegetais_processados/ 

Cleide Elizeu

Assessoria de Imprensa do ITAL

tel: (19)3743.1753

Cel: (19)8801.2773