06/02/2018

ITAL lança novo módulo do site Alimentos Processados

O Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, acaba de lançar o módulo “Rotulagem Nutricional” no site Alimentos Processados (http://www.alimentosprocessados.com.br). O novo conteúdo visa ajudar o consumidor a compreender melhor as informações dos rótulos alimentícios suão o que pode influenciar nas decisões de compra e consumo.

O uso de tabelas descrevendo o produto alimentício serve para que o consumidor possa avaliar os nutrientes que existem no produto e acompanhar as recomendações de ingestão diária, como de carboidratos, calorias, sódios ou gorduras saturadas.

Para que os rótulos sejam compreendidos é obrigatório que as tabelas estejam disponíveis nas embalagens para que as pessoas possam fazer escolhas adequadas. Outro ponto para que a rotulagem nutricional seja fácil de usar é a sua visualização e entendimento: “A informação deve ser apresentada em um formato que facilite sua identificação, sem causar confusão”, destaca Raul Amaral, pesquisador da Plataforma de Inovação Tecnológica do ITAL. O último ponto é como a tabela nutricional é usada. “A informação deve permitir comparações e escolhas variadas conforme as necessidades dos consumidores”, ressalta.

No primeiro módulo foram apontados dois temas “Como usar a rotulagem nutricional” e “O uso da rotulagem nutricional pelos consumidores”. O primeiro aborda as recomendações de consumo diário de energia e nutrientes, a forma de apresentação dos nutrientes nos rótulos e a avaliação dos nutrientes apresentados nos rótulos. O segundo tema mostra uma base de dados para orientar o aperfeiçoamento da rotulagem nutricional.

“Os consumidores não estão habituados a consultar os rótulos. É importante essa leitura para conhecer o conteúdo nutricional e fazer escolhas saudáveis na hora da compra”, avalia o pesquisador. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) está avaliando novas propostas para a rotulagem nutricional. “Estão em discussão novas formas de apresentar as informações nos rótulos dos produtos alimentícios. O ITAL quer colaborar com isso, pois entendemos a importância do tema e o foco do Instituto é o benefício da sociedade e do consumidor”, acrescenta Luis Madi, diretor geral do ITAL.